WAYNE SHORTER

"Beyond the sound barrier  (Verve/Universal)

   Apertem os cintos, o o jazz quer romper a barreira do som. Uma excepcional tripulação, que tem acompanhado o saxofonista (comandante Wayne Shorter) nos últimos anos – Danilo Perez (piano), John Patitucci (contrabaixo) e Brian Blade (bateria) está em busca de aventura. A decolagem é suave, com o sax soprano conduzindo Smilin’ through com frases às vezes fragmentadas, como um mosaico, até atingir a velocidade de cruzeiro quase no final dos 11min53. Mas em seguida começam as turbulências – As far as the eye can see dá vôos rasantes sobre o free jazz, com Shorter emitindo estridentes agudos enquanto Blade bombardeia seu kit e Perez ocupa o posto de co-piloto. Talvez seja a mais ousada e melhor do CD. Já em Tinker bell é Patitucci quem assume a cabine de comando, com um belo solo de arco. Em On wings of song, do compositor clássico Mendelssohn, Shorter dá mostra de seu lirismo ao tenor. Com exceção desta e de Smilin’ through (uma música de filme), o resto é repertório original, não havendo, portanto, standards de jazz. Ao longo de todo o CD o grupo improvisa livremente, com constantes mudanças de tempo e intensidade. Mas ao contrário do free, que para alguns soa caótico, o resultado nunca deixa de ser acessível. É obra de grandes criadores. Que a viagem continue.

 

Beyond the sound barrier 

 

 

  Assine a Blues'n'Jazz